Notícias


Dentes desgastados e restaurações quebradas podem ser sintomas de Bruxismo


A disfunção envolve movimentos rítmicos semelhantes aos da mastigação, com longos períodos de contração dos músculos mandibulares, enquanto as pessoas dormem.
Acordar com os músculos da mandíbula doloridos, com dor de cabeça ou perceber que os dentes estão ficando desgastados, as restaurações se quebrando e as bochechas e línguas marcadas, podem ser sinais de quem sofre de Bruxismo (ou briquismo), um forte ranger ou apertar dos dentes. De acordo com especialistas, a frequência e severidade dos atos são capazes de enfraquecer os dentes e até mesmo soltá-los. Nos casos mais graves, podem ocorrer também problemas ósseos, na gengiva e na articulação da mandíbula (ATM).
Possivelmente, a disfunção está ligada a fatores genéticos, a situações de estresse, tensão e ansiedade. Quando noturno, o bruxismo envolve movimentos rítmicos semelhantes aos da mastigação, com longos períodos de contração dos músculos mandibulares, podendo ser a causa da dor muscular e da fadiga. Um alinhamento incorreto dos dentes e o fechamento inadequado da boca também costumam estar presentes em grande parte dos casos.
A disfunção pode atingir qualquer pessoa, não tendo relação direta com a faixa etária. Na maioria das vezes, os pacientes só descobrem que são portadores de briquismo, quando alguém conta o que presenciou enquanto eles dormiam, ou quando procuram assistência médica ou odontológica, porque os sintomas já se instalaram.
Não se conhece, ainda, um tratamento eficaz para curar o bruxismo. Medicamentos ansiolíticos são úteis para o controle dos quadros de estresse e ansiedade que podem estar associados ao distúrbio. Os recursos mais indicados para os pacientes, porém, são as placas interoclusais flexíveis de silicone ou as placas rígidas de acrílico, moldadas segundo o formato da arcada dentária do paciente. Elas ajudam a restringir os movimentos dos músculos mastigatórios e a reduzir o atrito que provoca o desgaste e o abalo dos dentes.
Para prevenção é importante realizar com frequência avaliações clínicas. Caso algum sintoma apareça é recomendável procurar o dentista.
Para entrevistas nós sugerimos o cirurgião dentista, Carlos Eduardo Vieira, do Instituto Tavares Vieira.

RETORNE AO ÍNDICE DAS NOTÍCIAS

Instituto Tavares Vieira ©2015. Todos os direitos reservados. Design by PROJECT NEWS INTERNET SOLUTIONS